• Trabalhos em Papel,  Vídeos

    Vídeos da semana

    Ando meio sumida por aqui, não é mesmo, gente? É muito trabalho mesmo… Mas logo eu volto, e com muitas novidades. De todo modo, essa semana foi super produtiva, e postei dois vídeos inéditos que adorei fazer, e hoje compartilho com vocês. Aí vai o primeiro, e o segundo segue no domingo. 😀

  • Outras Pinceladas,  Trabalhos em Papel

    E mais sobre o caderno…

    No post anterior eu mostrei um projeto do meu caderno de pesquisas e esboços, mas com um dos passarinhos mais antigos que desenhei por lá. Hoje quero mostrar os passarinhos mais recentes que pintei, nesses últimos dias. Esse caderno, como já falei, é o mais antigo que faço, e ele têm durado tanto porque, confesso, nunca fui muito organizada com relação a isso… rs. Explico: ao invés de usá-lo para fazer esboços, testes, rascunhos, eu ficava sempre esperando a “ideia perfeita” para registrar lá, e acabava usando o método clássico de fazer as anotações em folhas avulsas, que se perdem e espalham por aí. Grande erro meu. Hoje sei o quanto é gostoso finalizar um caderno, do jeito que for. Mas agora eu embalei, e logo espero terminá-lo. 😀 Na semana passada eu resolvi tirar umas tontas bem antigas do armário, e pintei uns caderninhos com uns gauches muito legais. Só que sobrou um pouco dos guaches na paleta, e fiquei com dó de deixá-los secar, então resolvi pintar dois…

  • Técnicas variadas,  Trabalhos em Papel,  Trabalhos Manuais

    Passarinhos, sempre

    Ah, os passarinhos… todo meu encanto por eles, que vocês já sabem é imenso, eu trago para as diferentes técnicas que faço, e não apenas na pintura do Bauernmalerei na Mantiqueira. Adoro fazer serigrafias com eles, e essa, acima, é uma costura feita a partir de uma serigrafia que fiz a partir de um desenho, que virou tela, bordado e ainda mais… Ficou confuso? Eu conto a história para vocês. 😀 Tudo começou em meu mais antigo caderno de desenhos, quando pintei esse passarinho acima, com guache. Acho que eu ia pintar uma tela, mas nem me lembro ao certo quando foi. Só posso dizer que faz bastante tempo, e ele ficou ali, esquecido. Em 2016 eu estava fazendo uma nova série de serigrafias de bichos, e me lembrei desse desenho. Então, ele virou uma serigrafia, com algumas diferenças, mudei um pouco as cores, os detalhes, mas o passarinho era o mesmo. Eu costumo partir de esboços mais simples ao fazer minhas serigrafias, por isso, no trabalho finalizado, os traços…