Bauernmalerei

Bauernmalerei – Como tudo começou…

Já postei algumas dicas e comentários sobre a pintura bauern aqui no blog esse ano, mas como eu prometi que me dedicaria à essa técnica durante todo o ano de 2013, e como ainda estamos no começo de janeiro, resolvi postar um pouco da história dessa pintura e de como ela entrou em minha vida…

Também já postei essa história, mas agora vou repeti-la para abrir uma sequência de novos posts, ok?

Há uns bons 25, quase 26 anos, em 1986, visitei com meu pai e irmãos a Bienal do Livro aqui em São Paulo, quando ela aina era realizada no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Eu lembro muito bem porque foi um ano antes de eu me casar, e portanto foi também uma das últimas vezes em que sai para passear em família como “filha”.


Primeiros livros de pintura em madeira que ganhei…

Naquela época visitar a Bienal era um sonho para quem gostava de livros – não existiam livrarias virtuais ou sites, e nem tantas livrarias como as que temos hoje. Era a oportunidade mágica de comprarmos livros diferentes, sobretudo os importados. Eu, naturalmente, procurava sempre os livros de técnicas de pintura e gravura, que me interessavam muito – afinal eu estava no segundo ano da faculdade e já tinha meu ateliê em casa.

No estande da Espanha e Portugal eu encontrei uns livrinhos pequenos e fininhos de uma coleção de livros práticos em espanhol. Eles eram de autoras alemãs, e ensinavam a técnica bauernmalerei (bauer-campo e malerei-pintura, ou seja, pintura campestre em alemão) e outras pinturas decorativas em madeira. Eu já tinha visto alguns trabalhos parecidos em outras publicações, mas nunca tinha encontrado um material didático, com riscos e passoa-a-passo, não existiam muitas publicações assim…

Um deles (o livro acima) era mais específico do bauern, e a parte interna tinha poucas imagens coloridas mas todas as informações sobre a técnica. O outro (abaixo) era mais “moderno” (para a época, é claro). O original devia ser um livro do final dos anos 70 (a edição era de 1983) e o estilo dos desenhos era bem característico daquelas tempos… è muito saudoso olhar para ele!

Bons tempos aqueles…
Meu pai comprou os livrinhos para mim, e esses dois exemplares inauguraram minha biblioteca de livros de técnicas. Hoje eu tenho muitos títulos, a mior parte importados, e me orgulho muito do meu acervo. Mas esses dois livrinhos continuam sendo meus “xodós”. Claro que existem muitos outros livros mais atuais e completos, mas nada se compara ao carinho que a gente pega por esses objetos que entram em nossa vida de uma forma tão especial, não é mesmo?

Outros livros da minha coleção, esse já bem específicos da técnica, são alemães, por isso gosto tanto deles…
São o mais autêntico Bauernmalerei que podemos achar…

E foi inspirada em alguns desses livros que fiz alguns dos meus projetos, já apresentados aqui,e muitos outros que ainda virão e que já estão sendo produzidos… Para começar, vamos recordar um deles:


Porta-jóias de madeira com fundo preto

Essa peça apresenta um motivo do bauernmalerei bem tradicional, e a pintura sobre o fundo preto realça ainda mais as cores vivas e básicas.

Para que o acabamento fique melhor, recomendo que você aplique uma demão fina de base acrílica ou tinta acrílica fosca branca sobre o risco transferido para a peça com um carbono claro. Isso porque sobre o fundo branco a cobertur das tintas coloridas será muito melhor. Caso contrário será necessário aplicar várias demãos de cada cor.


Detalhe da pintura da tampa

Nessa peça os desenhos são mais simples e foram pintados com menos pinceladas, características desse estilo mais tradicional do bauernmalerei. As cores são as primárias: vermelho, amarelo, azul para as flores, verdes para as folhas e o branco, sempre presente nas pinceladas e detalhes.


Detalhe da lateral do porta-jóias

Nas laterais da caixa eu pintei uma tracejado em cruz, decorado com flores feitas com bolinhas e traços.

O acabamento deve ser feito com cera em pasta incolor, que deve ser aplicada com uma paninho macio. Depois é só aguardar uns 10 minutos e lustrar com uma flanela.

E se você gosta de bauernmalerei assim como eu já sabe, visite a LOJA do meu site e veja os produtos que ofereço para essa técnoca por lá… www.cristinabottallo.com.br

Bom, é isso por hoje, pessoal, amanhã, como sempre, tem mais…

Beijão!


2 Comments

  • Janaina Beserra

    Oi Cristina!

    Adorei ver seus primeiros livros de Bauer! e conhecer um pouquinho mais sobre essa técnica tão linda!

    Tenho uma revista sua que tem esta caixa.E uma revistinha pequena…essa caixa ficou muito bonita mesmo!

    Ficarei aguardando mais dicas!
    Abraços!

    • Cristina Bottallo

      OI, Janaína, legal, não? Eu tenho uma coleção de livros bem legais…
      E sim, essa caixa está em uma revista mini, que eu adorei fazer! 🙂
      Esse ano farei outras revistas, aguarde! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *