Arte Postal e Vitrual “As Árvores”

Em julho desse ano, por conta da montagem da minha exposição “A Árvore do Dia” em Suzano, um linda montagem, que me fez rever o meu trabalho mais importante e significativo (veja o post da exposição aqui), eu resolvi fazer uma ação em forma de arte postal e virtual, e lancei aqui no blog e no facebook uma chamada para quem quisesse participar.

Eu tinha 14 árvores impressas em serigrafia, apenas o contorno em preto sobre o papel branco, de uma das montagens mais antigas dessa exposição, que foi originalmente montada no ano de 2012. A ideia era enviar uma para cada pessoa que quisesse participar pintando, decorando, customizando do jeito que quisesse. E depois essas pessoas me enviariam as fotos de suas criações.
A mesma árvore, nunca sendo a mesma…

Catorze pessoas responderam à chamada, receberam as árvores impressas pelo correio (daí a ação “postal), mas apenas 8 me enviaram seus trabalhos de volta, através de fotos (a ação “virtual”), e com esses oito trabalhos, montei a imagem abaixo:

Fico muito satisfeita em ver um trabalho que foi tão importante para mim crescer, florecer e ar frutos, espalhando um pouco da importância das árvores em nossas vidas, com a arte, igualmente importante.

Só posso agradecer a vocês, queridas, que atenderam ao chamado. Muito obrigada!
E mesmo as árvores que não voltaram, imagino, e espero, que tenham encontrado algo de bacana com as árvores, porque essa é a mensagem que eu gostaria de passar. Obrigada a todas vocês!

Agora vou apresentar cada uma:

A árvore da Rosi Matos, que foi a primeira a chegar. A Rosi está sempre por perto, e disse que gostou muito de brincar junto comigo. E essa era a ideia mesmo. Obrigada, Rosi, adorei.

A árvore da Beatriz Cominatto, amiga querida, companheira de muitas batalhas. 🙂
Ela disse que começou colorindo com aquarela, um amarelo clarinho… mas sentiu falta de mais cores. Entendo você, Bia! <3

A árvore da Geórgia Martins, frondosa e poderosa, ficou linda! Adorei, e agradeço muito sua participação!

A árvore da Maria Adelina, que me mandou várias fotos, aliás. Adorei a inspiração, uma Pitangueira, árvore tão bonita e cheirosa, de frutos deliciosos.Eu pude sentir o perfume, M. Adelina! Amei! Muito orbigada!

A árvore da Josiane Martins merece até que eu reproduza aqui as palavras que ela enviou junto com as imagens:

“Quando recebi a árvore pelo correio, veio em minha mente uma enxurrada de possibilidade, minha memória trouxe à tona minha fase no jardim de infância , quando preenchíamos os desenhos com papel crepom, canjiquinha, giz de cera derretido coberto de nanquim…foi empolgante tentar “adivinhar” o q a árvore me pedia.
Um belo dia, andando na rua, eis que avisto um ipê amarelo todo florido, e aos seus pés, um tapete de flores.
Não tive dúvidas, peguei várias delas já imaginando o q faria… ou melhor, tentaria fazer. Só que não sabia como, pois as flores estavam recem caídas e n sabia como faria para colá-las. O tempo foi passando, e eu envolvida /absorvida, com minhas coisas, acabei meio q me esquecendo das flores e do projetinho) e elas foram secando … parece que o universo estava cuidando de tudo, pois viraram quase q um papel. Há uns dias, eu estava bem triste, angustiada e resolvi pegar o projetinho e as flores comigo para desanuviar a cabeça. Havia chegado o momento de “trabalhar” na pequena árvore .
E foi mágico! Esses instantes em que eu brincava na árvore, colando as flores secas do ipê amarelo me trouxe um ar renovado, com pensamentos leves e lúdicos. E aí está o resultado singelo, mas que se tornou muito especial”.

Puxa, Josiane. Me emocionei com seu relato, e confesso, brinquei junto com você!
Além de tudo, Ipê Amarelo é moinha árvore preferida! Muito obrigada pelo seu carinho! <3

A árvore da Natsuko Aso, uma amiga, companheira e muito querida pessoa, que sempre está por perto, me deixando muito mais feliz. 😀 Muito obrigada, Nat, amei a delicadeza de sua árvore.

A árvore da Lucileide, também muito querida, amiga e companheira de brincadeiras, que mesmo no meio da correria de duas mudanças arrumou um jeitinho para brincar de colorir também. E até colocou um sol, como eu sempre adoro colocar em meus trabalhos! Muito obrigada, Lucileide, adorei!

E, por fim, a árvore da Ana Carolina, que me fez viajar, entrar nessa linda paisagem que ela pintou, ir para o campo, lugar em que mais gosto de estar, com muito verde e céu azul em volta. Muito obrigada, Ana Carolina, adorei também!


5 comentários sobre “Arte Postal e Vitrual “As Árvores”

  1. Amei! Curioso como as sintonias se entrelaçam. Quando pintei a minha árvore comecei pelo amarelo e com flores caindo, justamente por influência dos ipês amarelos que estavam forrando o chão em ruas próximas daqui. Na mesma época também avistava a pitangueira carregadinha bem debaixo da minha janela e cheguei a pensar em colorir com pontinhos vermelhos. Aí vejo aqui as mesmas flores e frutos fazendo parte dessa troca bacana. <3

    1. Não é mesmo mágica essa sintonia toda, Bia? E eu adoro Ipês Amarelos, são minha árvore preferida, e foi muito bom ver nossa arte se espalhando e multiplicando em sintonia. Muito obrigada pelo seu carinho de sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *