AQUARELA SOBRE SEDA – PRIMEIRA AULA – 226

15 de agosto de 2010

Olá, amigas (os), bom dia…

Aliás, um dia gelado por aqui, bem que haviam previsto… É sempre assim, o tempo fica feio no final de semana para o dia amanhecer lindo na segunda-feira. E hoje nem consegui fazer meu “longão” de corrida, amnaheci com dor de garganta. O jeito foi fazer um treinozinho leve e deixar para correr mais durante a semana. Se o tempo melhorar, pelo menos compensa… vamos ver…

Hoje preparei uma série bem legal. Percebi que os posts em que me aprofundo um pouco mais sobre os temas são os preferidos de vocês, então hoje e amanhã vou falar sobre as técnicas de pintura em aquarela sobre seda e tecidos finos.

Ah, e já coloquei um novo vídeo sobre pintura em seda com guta na página MINIAULAS, então não deixem de conferir, ok?


Tye-Dye ou efeito manchado com “amarração” utilizando moedas

As técnicas de aquarela em seda e tecidos finos seguem um princípio semelhante às técnicas de aquarela sobre papel, que também já comentei aqui no blog. São tintas líquidas, com uma formulação especial, própria para tecidos. Existem tipos diferentes de tintas aquarela para tecidos, algumas são mais simples e fixam a frio. Essas são também tintas mais econômicas, porém elas deixam resíduos nos tecidos, que podem ficar levemente endurecidos. Existem também as tintas para seda com fixação a quente, que dão um acabamento muito mais suave e delicado, sem deixar resíduos nos tecidos, sobretudo as que fixam com vaporização, mas essas são mais caras e com o processo de fixação é bem mais complicado.

As que eu mais indico são as tintas com fixação a ferro, que oferecem um toque muito mais suave e uma boa relação de custo/benefício, além da praticidade, afinal passar o tecido a ferro é bastante simples…

a href=”http://cristinabottallo.art.br/blog2/wp-content/uploads/2010/08/seda4.jpg”>
Tye-Dye ou efeito manchado com “amarração”, técnica plissada

Algumas técnicas em seda e tecidos finos apresentam desenhos bem definidos, e outras não. Geralmente os trabalhos que têm desenhos definidos são feitos com aplicação de guta, que é uma espécie de goma que “bloqueia” a trama do tecido impedindo que tinta líquida passe dos contornos desenhados.

Existem também muitas técnicas de pintura que chamamos de “técnicas de efeito”, sem guta ou desenhos, e uma das mais conhecidas é a técnica do Tye-Dye. Tie-Dye é uma técnica para tingir tecidos muito simples. O nome Tie-Dye significa “amarrar e tingir”. Consiste basicamente em amarrar o tecido de formas diferentes e tingi-lo com tintas líquidas.


Tye-Dye ou efeito manchado com “amarração”, técnica plissada com sal

Tie-dye é um processo de tingimento têxtil ou de vestuário muito tradicional, e que também pode ser feito em tecidos de malha ou algodão, e não apenas em seda ou tecidos finos. Geralmente usando cores muito vivas e brilhantes, é uma versão moderna de tingimento de métodos tradicionais de tingimento usados em muitas culturas em todo o mundo (fonte Wikpedia).

COMO FAZER O TYE-DYE

Para fazer o Tye-Dye com moedas, amarre (com linha comum de costura) moedas de tamanhos diferentes espaçadas pelo tecido. Depois umdeça esse tecido com um borrifador e água e em seguida aplique as tintas numa determinda sequência, colocando uma cor sobre a moeda, e mais uma ou duas cores ao redor dela. No modelo acima coloquei o vermelho sobre as moedas, amarelo ocre logo em seguida e verde e azul ao redor das “flores” que irão se formar quando soltarmos as moedas amarradas.

Para fazer o Tye-Dye plissado, pegue o tecido e dobre-o em várias camadas do mesmo tamanho, como se estivesse fazendo um plissado. Depois amarre com uma linha fina esse tecido em algumas partes para que ele não se solte. Umedeça o tecido amarrado e espalhe as tintas na sequência, que pode ser um degradê de tons, por exemplo. Ou utilize as amarraçoes de linha como se fossem marcações, dividindo cada parte od tecido e pintando-as com diferentes cores.

Observação: somente desamarre os tecidos após secagem das tintas, e isso vale para qualquer técnica de tye-dye.

Mas não são só técnicas como o Tye-Dye que podem ser feitas com as aquarelas para seda e tecidos finos, também podemos fazer bonitos efeitos apenas combinando cores diferentes das tintas e sal, que cria um efeito bem interessante ao absorver a umidade e criar manchas bem especiais. Os modelos abaixo foram feitos assim:


Efeito manchado com sal

Só o fato das tintas úmidas se encontrarem umas com as outras já é um efeito interessante de pintura. Em geral trabalhamos nessas técnicas com os tecidos umedecidos, porque assim as tintas se espalham melhor e não secam muito rápido, o que poderia, inclusive, criar marcas não desejadas. Os efeitos também podem variar muito de acordo com o tipo de tecido utilizado. Tecidos mais finos tendem a ficar com as cores mais suaves, em tonalidades mais pastéis e com manchas mais difusas, enquanto tecidos mais ecnorpados tendem a manter as cores mais vivas e as manchas mais definidas. De todo modo o mais interessante nessas técnicas é experimentarmos e nos surpreendermos com os resultados…


Manchado com sal

E amanhã tem mais sobre esse tema, ok? Até lá!


Filed under: Tecido,Técnica do dia

Tags:, , , , , ,

23 Comentários Deixe um comentário

  • 1. Flames  |  15 de agosto de 2010 às 23:09

    Cris,
    Gosto muito dessa técnica! Vi muitas vezes minha mãe fazendo esse tipo de pintura quando eu era criança! Os efeitos são surpreendentes, não dá pra fazer 2 iguais!
    As suas ficaram bem bonitas!
    Bjo.

  • 2. eni silva  |  16 de agosto de 2010 às 4:45

    olá cris
    achei lindo eu gosto desta técnica fica parecendo pintura em tela maravilha …………..espero que você esteja melhor………..bjks.
    ah seu pai como está indo a recuperação? espero que esteja muito bem …………se cuida…..bjks

  • 3. Cristina Bottallo  |  16 de agosto de 2010 às 8:51

    Oi, Eni, que bom que vc gostou… Vej ao post de hoje mais tarde, acho que vc vai gostar também…
    Meu pai está melhor, saiu da UTI (ele tinha voltado para lá com uma pneumonia), mas ainda está internado, e muito cansado do hospital, é claro… Mas Estamos confiantes. Eu tô resfriada mesmo, agora espirrando muito, mas devo ficar bem logo, só peguei mais leve nos treinos, essas coisas…
    Um beijão!

  • 4. Cristina Bottallo  |  16 de agosto de 2010 às 8:54

    Legal, né Flames? E para quem mora na praia é muito legal, dá para fazer umas cangas, lenços e até biquínis muito legais com essas técnicas… De fato é sempre uma surpresa, cada uma fica de um jeito… Muito legal! Beijão!

  • 5. cida freitas  |  23 de novembro de 2010 às 16:33

    oi cristina,só agora estou vendo isso que lindo cada dia aprendo mais. Ontem comprei mais tintas e panos para pintar.Pintar é um vicio mesmo,cada dia queremos mais novidades.Beijos e saúde para teu pai. até

  • 6. Cristina Bottallo  |  25 de novembro de 2010 às 15:02

    Oi, Cida, que legal, fico feliz em saberq ue você está gostando. Meu pai está melhorando, obrigada!

  • 7. sara lagranha  |  16 de janeiro de 2011 às 13:26

    Sáo as aquarelas mais lindas, leves e soltas que ja vi!
    Parbéns Sara

  • 8. Cristina Bottallo  |  17 de janeiro de 2011 às 18:56

    Oi, Sara,q ue legal, adorei seu comentário, obrigada!

  • 9. roseneide  |  4 de fevereiro de 2012 às 17:42

    adorei o que vi,gostaria de saber mais,como posso fazer?

  • 10. Cristina Bottallo  |  7 de fevereiro de 2012 às 22:06

    Oi, Roseneide, aqui no blog esses são os posts que eu publiquei… mas tenho na LOJA do meu site uma revista de pintura em seda bem legal… Chama-se Coleção de Técnicas de Pintura em Seda, lá tem várias técnicas simples e que funcionam bem. Entre na LOJA do meu site. Bjs!

  • 11. Luz Alves  |  29 de abril de 2013 às 23:10

    Bom dia gostaria de saber onde posso encontrar seda pura para pintar? Sou de São Paulo.Obrigada

  • 12. Cristina Bottallo  |  3 de maio de 2013 às 22:46

    Oi, Luz… A Denise Menehghello vende em sua loja, Ateliê Prince, aqui em SP. Você já conhece o trabalho dela? Beijos!
    http://www.denisemeneghello.com.br

  • 13. Marta  |  21 de agosto de 2013 às 22:07

    Eu gostei de ver seu trabalho, também pinto em seda, mas estou parada há algum tempo e gostaria de fazer uma reciclagem para voltar a pintar.
    Agradeço se puder me dar algumas dicas.

  • 14. auria fausto  |  11 de dezembro de 2013 às 22:02

    muito lido!!!!!!!! seu trabalho quero aprender onde voce ensina?

  • 15. Cristina Bottallo  |  2 de janeiro de 2014 às 12:42

    Olá, Auria, obrigada!
    Eu não dou aulas dessa técnica pessoalmente, mas tenho vários vídeos em meu canal no youtube e os passo a passo aqui no blog em meu site, dê uma olhada.
    beijos!

  • 16. Regina Scalzitti  |  14 de janeiro de 2014 às 14:53

    Qual seria a tinta indicada para pintar em biquinis ou lycra?

  • 17. Cristina Bottallo  |  10 de fevereiro de 2014 às 12:23

    Regina, tem que ser tinta com fixação a quente, como as de seda e própria para tecidos sintéticos.

  • 18. Lucia de Fátima Pereira da Costa  |  28 de agosto de 2014 às 23:38

    Gostei muito parabens. Gostaria de saber qual o tipo de seda ou parecido para usar essa técnica do sal. Agaurdo sua resposta. Até breve

  • 19. Cristina Bottallo  |  30 de agosto de 2014 às 16:31

    Olá, Lucia, obrigada. A seda mais indicada é a seda natural, pongé. Tecidos sintéticos que imitam seda podem não apresentar um resultado tão bom.

  • 20. rubia maliski  |  30 de agosto de 2014 às 17:09

    Oii Boa tarde!
    eu faço o curso de design de moda,e achei muito interessante a técnica. Gostaria de saber se tem como fazer o tye dye em seda pura, usando o método tradicional de tingimento: agua quente, corante para tecidos.
    muitissimo obrigada :)

  • 21. Cristina Bottallo  |  1 de setembro de 2014 às 20:45

    Olá, Rubia, claro que sim, é possível fazer o tye dye dessa maneira, que, aliás, é a original. Só verifique se está usando o tipo de corante certo para o tipo de tecido: fibras naturais, como é o caso de seda, ou tecidos sintéticos, pois existem corantes diferentes para cada tipo de tecido.

  • 22. Karla Maia  |  28 de outubro de 2014 às 11:02

    Bom dia,

    Comprei um vestido de seda no tom azul petroleo com micangas sobre a gola e só utilizei por 1 dia, deixei no closed em um local onde bateu sol e ele ficou manchado na manga e uma pequena parte nas costas, na tinturaria informaram que não seria possivel devido ao tipo de tecido, será que consigo ainda aproveita-lo com esta tecnica já q se trata de um vestido de festa ?

  • 23. Cristina Bottallo  |  6 de novembro de 2014 às 19:34

    Olá, Karla. Certamente é possível pintá-lo, e as manchas serão disfarçadas. Mas mesmo assim pode ser que apareçam.

Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório), (Hidden)

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

TrackBack URL  |  Feed RSS para comentários sobre este post.


Lista de Links

UM POST POR DIA

Durante todo ano de 2010 eu postei aqui no blog uma nova técnica por dia, com fotos, passo a passo, algumas com vídeos... Todos esses 365 trabalhos estão aqui, e você pode vê-los buscando no calendário abaixo (use as setas para recuar ou avançar nos meses) ou veja todas as técnicas já publicadas no link "Todas as Técnicas" acima. Aproveitem e naveguem por aí... Abraços e obrigada pela visita, Cristina Bottallo
novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

LOJA DE CRISTINA BOTTALLO

PROJETO PASSO A PASSO

Arquivos

Tags

Anunciantes