Meu preferido em abril

Olá, pessoal!

Ontem eu fiz um passeio bem típico de turista em São Paulo, fui almoçar no Mercado Municipal, depois visitei a Pinacoteca e terminei a tarde tomando um café e comprando coisinhas interessantes no bairro da Liberdade, que é o bairro oriental de São Paulo. Foi divertido! Mas acabei constatando que São Paulo não é mais uma cidade sossegada nem mesmo nesse período de férias em janeiro. Estava tudo cheio! O metrô principalmente, e mesmo fora do horário de pico, já não é mais uma experiência agradável andar por lá… uma pena.

Bem, segue abaixo a reprodução do meu post preferido em abril do ano passado:

Esse é o post de número 100! Que legal… Ainda me lembro do primeiro post, que eu coloquei no ar diretamente de São Luís – MA, onde passamos o ano novo. E eu fiz questão de pintar uma árvore por que, como expliquei a vocês, acho que as árvores são sábias e poderosas, resistentes, pacientes e mais uma série de qualidades boas que queremos para nós mesmos. Por isso volto ao tema, novas árvores, agora pintadas em meu novo ateliê, de um jeito bem diferente…

Aí vai a técnica:


Faiança com pintura de árvore

Antes de mais nada vou explicar o que é faiança, para quem não conhece esse material. A faiança é uma cerâmica mais fina e delicada, branca e esmaltada. Ela é bem diferente da porcelana, embora possamos utilizar as mesmas tintas para pintar os dois materiais, e também não é rústica como o biscoite cerâmico.

Outra característica desse material é seu efeito craquelado. O próprio material apresenta esse acabamento, independente do tipo de pintura que será feita em sua superfície.


Outro ângulo da mesma peça…

Para pintar as peças desse post eu utilizei, mais uma vez, a tinta Decorfix 150, que é a tinta acrílica para fixação a quente da marca Corfix. A fixação é feita em forno doméstico, a gás ou elétrico, na temperatura de 150 graus (que é o mínimo dos fogões em geral), daí o nome da tinta “Decorfix 150”. A queima sempre deve ser feita após 24 horas da secagem ao natural da tinta e por 35 minutos.


Outro ângulo da mesma peça

Um procedimento muito importante nesa técnica é a limpeza da peça, que deve ser feita lavando-a com água e detergente e depois passando álcool em toda peça para retirar qualquer resíduo de gordura que possa ter ficado. Isso é fundamental para que a tinta tenha uma boa aderência à peça.

A tinta Decorfix 150 deve ser muito bem misturada antes do uso devido à sua grande sedimentação, ou seja, o pigemnto, amis pesado, fica depositado no fundo do pote e a resina (líquida) fica na superfpicie. Se não misturarmos com um palito ou pincel a cada usao, as tintas não ficarão em sua formulação de uso.

Podemos utilizar qualquer técnica de pintura com essa tinta: estêncil, pincelada, carimbos, sombreada… Eu já coloquei vários pots aqui com técnicas diferentes, e o processo desses trabalhos é a pintura sombreada com pincel pata-de-vaca.

Eu sempre aplico uma cor clara no fundo, com um pincel de pêlos suaves e depois sombreio com a cor mais escura, utilizando o pincel pata de vaca.


Outro modelo, também em faiança, em formato coração

O detalhe dessa pintura fica por conta do contorno em preto, que faço com a tinta dessa mesma linha Decorfix 150, só que do acabamento “para canetar”, que é uma tinta mais concentrada e fluída, própria para contornos e filetes. Utilize um pincel número 0 ou 00 e faça o contorno apenas após secagem completa da pintura do fundo. Em geral eu aguardo de um dia para o outro para fazer os contornos.


Vista da lateral do pote

A queima deve ser feita sempre após 24 horas (mínimo) de secagem completa da última aplicação de tinta. Pré-aqueça o forno por 5 minutos na temperatura de 150 graus, coloque as peças no forno, marque 35 minutos e após a queima deixe as peças esfriarem dentro do forno.


Mais uma foto do mesmo potinho…

Beijos e até amanhã…


12 comentários sobre “Meu preferido em abril

  1. olá cris
    como tudo muda eu quando solteira não saia de são paulo tudo que era novo eu adorava hoje vejo quanto a populaçao tem aumentado a principalmente á noite que é maravilhosa quando descia para praia sempre á meia noite sem perigo sem medo bem tranquilo mas tende piorar não é mesmo…sobre esta marvilhosa peça vais ficar como uma relíquias são divinas o colorido me fascina muito….amei….bjks

  2. Ei Cristina, ganhei um conjunto de porcelana com um detalhe pintado em azul. Só que eu não gostei do desenho e queria modificá-lo. é possível pintar sobre a pintura em porcelana? Qual a melhor técnica?
    Obrigada, Carol

    1. Carolina, não costuma ser muito fácil alterar pinturas em porcelana, uma vez que as peças são queimadas justamente para que a pintura não saia… o que é possível é você fazer outro trabalho que disfarce o que não gostou. Mas sem ver a peça não tenho muita ideia de como te ajudar… se quiser, mande uma foto.
      Bom trabalho!

  3. Oi Cris,

    Tenhon uma dúvida. Estou fazendo algumas pinturas com a cor preta, porém esta da corfix é bastante aguada e tenho tido dififuldade para deixar o preço intenso. Teria como me dar uma dica?!

    1. Ágatha, acho que você está usando o preto para delinear, que é mais líquido mesmo. Em geral esse preto é usado com bicos d epena ou pincéis n.0. E por isso é mais líquida mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *