TRANSFERENCIA DE IMAGENS EM TECIDO

Oi, pessoal, bom dia!

Preparei uma nova MINIAULA para vocês, dessa vez com a técnica de transferência de imagens em tecido. Vocês podem assisti-la no link abaixo ou na página MINIAULAS, em tela maior:


Bolsa com Transfer Print e pintura aquearelada

A sugestão é fazer o transfer e decorar a bolsa com uma estampa feita com carimbos, tinta para tecido preta e depois colorir com tintas aquarela para tecido. Eu usei fotos da apresentadora Cláudia Tenório, do Vida Melhor, da Rede Vida. Essa mesma técnica feita em tecido pode ser aplicada em outros materiais como madeira, cerâmica e tela.


Toalha com Transfer Print
e pintura a mão livre com tintas para tecido e contorno com o Kit Fine Liner Bisnaga

Para fazer a toalhinha acima eu utilizei uma foto que fiz de um dos meus Divinos (tenho uma coleção em minha casa, adoro!). É possível também decorar o tecido com outras técnicas de pintura, como essa estamparia a mão livre, utilizando tinta para tecidos em várias cores. Os contornos são feitos com a tinta para tecido metálica ouro e o Kit Fine Liner Bisnaga, uma bisnaga com bico aplicador e ponteira metálica, para o traço sair mais fino.


Avental com Transfer Print e pintura aquarelada

Veja acima outra variação de estampa com carimbos e tinta aquarela. Observe que como a imagem tem um texto, deve ser feita uma cópia invertida da foto para que a imagem seja transferida do lado certo.

Essa mesma técnica pode ser feita em outros materiais, como essa caixinha de madeira, variando apenas o tipo de tinta. Na peça acima usei aqualine para o efeito aquarelado e tinta acrílica Decorfix Fosca preta para as estampas com carimbo. O Transfer Print é da marca Corfix.

Gostaram? Então aguardem que logo vem mais, MINIAULAS e sugestões com esse material. Até mais!


26 comentários sobre “TRANSFERENCIA DE IMAGENS EM TECIDO

  1. Bom Cris é um máximo poder ver tudo que perdi nos dias que não entrei por aki, e essa técnica é aquela que iria fazer no programa e foi alterado neh?
    Eu confesso que fiquei curiosa como usaria o transfer na época, sei que usa coisas simples, e ficam um conjunto lindo o evental com os carimbos ornou e ficou muito lindooo
    Beijos

    1. Oi, Ana, isso mesmo, foi esse trabalho que eu tive que mudar, mas a gente aproveita tudo, né? O passo estava pronto, então o negócio foi gravar e aproveitar o trabalho. E acho que valeu… O trabalho é simples, sim, e amanhã vou postar mais umas dicas aqui. Bjs.

  2. Muito bacana essa técnica. Quando eu voltar a trabalhar vou tentar fazer… Por enquanto estou de repouso por conta da cirurgia, mas estou me recuperando bem. Bjos.

  3. Cristina tudo bem?adorei a técnica de transferência de imagem porém, a resposta da pergunta vai tirar dúvidas de outras amigas que fizeram e aconteceu a mesma coisa: O que faltou em nosso trabalho? fizemos tudo direitinho e quando terminamos percebemos que em alguns pontos da foto ( no caso em tela)estava a aparecendo o fundo, isto é, saiu quando passamos dedo molhado para soltar o produto. Será que colocamos o produto em pequena quantidade? tanto na foto quanto na madeira? desde já ficaremos agradecidas pela resposta.
    Um abraço
    Gardênia

    1. Gardênia, sem dúvida é bom esclarecer todas as dúvidas… Pelo que vc está dizendo o papel soltou, e pode ter sido por falta de produto ou não. Isso porque quando colocamos o produto em excesso, pode haver a formação de uma “pelota” que acaba não aderindo no papel, por isso é difícil para mim te dizer assim, sem olhar. Mas uma coisa que observei nos meus trabalhos é que o papel usado para fazer as cópias deve ser bom (sulfite, mas de qualidade), que não dá muito certo quando a fotocópia é feita em impressoras pessoais (deve ser pelo tipo de tinta utilizada), por isso precisa mesmo ser uma fotocópia a laser feita em copiadora e que é melhor quando a fotocópia não é muito recente, ou seja, quando ela já teve um tempo para secar melhor.
      Também já reparei que em telas é mais difícil fazer, talvez pelo tipo de preparo na superfície, o ideal é aplicar uma demão de gesso acrílico sobre a tela e deixar secar bem antes de partir para a fixação da imagem.
      De todo modo o produto deve ser colocado em uma camada uniforme, porém sem excessos. E a superfície deve ser bem alisada para não formar excessos que poderão soltar durante o processo de retirada do papel.
      Tente observar esses pontos e veja se melhora.
      Um abraço e bom trabalho,
      Cristina

    1. Bem, poder até podem Fernanda, mas acho que vai ser muito trabalhoso, são necessárias várias retiradas do papel… eu nunca fiz em parede.

  4. cristina adorei o transfer mas ainda nao acertei , com a retirada do papel o que sera que acontece sempre descasca um pouco o que sera que acontece onde estou errando ?

    1. Sonia, difícil falar sem ver o trabalho… pode ser força demais, ou o papel muito recente. Notei que cópias mais antigas ficam melhores…

  5. Oi Cristina, preciso transferir uma imagem (na verdade, um logo) para uma bolsa esportiva. Porém, o material da bolsa é nylon. Será que o transfer print pode ser utilizado nesse tipo de tecido? Outra dúvida é em relação a duração da transferência após lavagem.
    Obrigada

    1. Oi, Renata, o transfer print não vai fixar em nylon, não… Você teria que usar algum metódo profissional de imagens sobre esse material, as técnicas artesanais não darão bom resultado.

  6. Oi, Cris, tudo bem? Encontrei seu vídeo. E queria perguntar se é possível fazer essa técnica com a impressão já em laser. É porque minha impressora é a laser (cilindro), tem jeito? Beijooooooooooooooooooos! Mi.

    1. Oi, Micelle, tudo bem? Você pode usar fotocópia ou impressão feita em impressora a laser. Eu confirmei com a Corfix hoje. Bom trabalho!

      1. Oi, Cris! Que legal, vou fazer algumas tentativas. Não sei onde que li, para as pessoas que tenham impressora a laser quanto mais velha a impressão melhor fica a transferência, então aguardar até 15 dias ou mesmo 1 mês, vale pena. Beijão, quando fizer eu te mando! Mi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *