Arquivo da tag: pintura

Meu post preferido em agosto passado…

Olá, pessoal, bom dia!

Eu tinha dado uma “paradinha” nas minhas reedições dos posts preferidos do ano passado, mas hoje eu retomo, e até o final de janeiro quero republicar todos. Hoje vai o meu preferido em agosto. Essa cadeira está na minha sala Frida Kahlo, em minha casa, e a técnica é uma estamparia em tecido, pintura que adoro fazer.

Continuando a série, hoje vou mostrar como ficou uma cadeira de balanço que herdei da minha avó materna, a “vó” Lourdes:


Cadeira com tecido pintado a mão

Essa cadeira fazia parte de um jogo de cadeiras de terraço que meus avós tinham em casa desde antes de eu nascer. E como as coisas daquele tempo eram (são!) muito mais resistentes, as cadeiras sobreviveram e foram distribuidas pela família (a que ficou comigo está na minha sala Frida Kahlo, é claro!). Só o tecido original acabou sendo trocado há uns anos atrás, e depois eu resolvi subsitituí-lo por esse outro tecido pintado por mim. E a estrutura de madeira da cadeira foi restaurada de um jeito bem simples: como a madeira original é de muito boa qualidade, apenas lixei com uma lixa média e depois passei uma demão de Médium Envelhecedor na cor marrom madeira. Para finalizar e proteger a pintura, cera em pasta incolor.

O tecido escolhido para fazer a pintura foi a lonita na cor cru. Naturalmente tinha que ser um tecido mais grosso e resistente, e antes da pintura é fundamental lavar o tecido para retirar todo resíduo de goma. E para facilitar a pintura, prenda o tecido na mesa de trabalho forrada com uma plástico branco com fita crepe.


Cadeira antes da troca pelo tecido pintado a mão

Para fazer essa pintura as tintas para tecido são ligeiramente diluídas com água para que se espalhem mais facilmente e rendam mais. Comece pintando os motivos menores. No modelo que escolhi para decorar a cadeira os motivos são quadrados e corações em diversas cores. Se preferir, faça um leve esboço no tecido desenhando a lápis os contornos principais dos motivos, sem detalhar demais. Preste bastante atenção para espalhar os motivos de maneira uniforme, mantendo o mesmo padrão de distância entre os desenhos por todo tecido.


Detalhe ampliado do tecido pintado

Utilize pincéis de cerdas duras, chatos e em tamanhos adequados a cada área a ser pintada. Da mesma maneira que fez com os desenhos, distribua bem as cores, observando que os tons de azul devem ser predominantes (ou outra cor de sua preferência) e, naturalmente, não utilize a cor escolhida para pintar o fundo na pintura dos motivos, utilize sempre cores contrastantes. Ah, e uma observação importante: aguarde a secagem dos motivos pintados antes de pintar o fundo. Após a secagem, vá preenchendo os espaços vazios com a cor escolhida para o fundo (no caso, vermelho).

Para finalizar, contorne os motivos com traços soltos, gestuais, utilizando tinta para tecidos preta mais diluída e aplicada em frascos com bico aplicador. Observe que esses traços não são contornos, são desenhos feitos a mão livre acompanhando os motivos já pintados.

E depois, com o tecido pintado, vocês poderão fazer as peças que quiserem, como uma cadeira, capa de sofá, almofadas, colchas e até mesmo roupas.

Se você gosta de pintura em tecidos, vai gostar das revistas com técnicas que ofereço na LOJA do meu site:


Revistas de Pintura em Tecidos


BANDEJA COM BORBOLETA E VÍTREO RESINA – 214

Oi, pessoal…

O passo do dia de hoje é a aula que apresentarei na TV Gazeta, no programa Mulheres, hoje, dia 02/08 a partir das 14:30h:


Bandeja com borboleta e vítreo resina

SORTEIO ESPECIAL

Para quem estiver passando por aqui, aviso que vou sortear um DVD para quem assistir essa aula. O DVD é de técnicas variadas de pintura, DVD que fiz com a empresa Corfix.

Para participar, deixe um comentário nesse post com seu nome completo e cidade. Farei um sorteio com os nomes de todos que colocarem seus comentários aqui até amanhã, dia 03/08/2010, até às 14h. Esse sorteio será gravado em vídeo e colocarei no ar junto com minha próxima MINIAULA, que será gravada durante essa semana. Mas atenção, esse soretio só vale para residentes no Brasil. Participem!

O passo a passo é:

Materiais:

– Bandeja de MDF com laterais fechadas
– Folhas de papel canson com 180 de gramatura
– Tinta acrílicas brilhantes nas cores: lilás, laranja, violeta, rosa chá, azul celeste, verde folha e amarelo ouro
– Pincéis chatos de filamentos sintéticos n.18 e n.10
– Pincel de cerdas duras
– Saco plástico
– Pente para pintura
– Escova de dentes usada
– Rolinho de espuma
– Risco com o motivo
– Tinta Relevo brilhante na cor laranja
– Vítreo Resina Líquida
– Copo de vidro e palito de madeira
– Cola Branca
– Tesoura, lápis, paninho de limpeza e bandeja descartável

Modo de Fazer:

– Limpe bem a bandeja e remova o pó. Pinte-a com a cor lilás, aplicando 3 demãos, intercalando secagem. Depois finalize pintando as alças com a cor laranja. Aguarde secar e reserve.
– Pinte os papéis com diferentes cores de tintas acrílicas e utilizando também diferentes instrumentos para criar texturas: escova de dentes para fazer o respingado, pente de pintura para criar uma textura, pincel de cerdas para fazer as pinceladas mais marcadas e o saquinho plástico para fazer o manchado. Aguarde secagem das folhas de papel.
– Recorte o papel amarelo na medida do fundo da bandeja e cole-o na peça aplicando cola branca no fundo da bandeja.
– Passe o risco para os demais papéis (ou faça um desenho a mão livre) e recorte em cada papel parte do motivo na cor desejada.
– Cole o motivo já recortado nos papéis e cole-o na bandeja seguindo a ordem de cada figura. Aguarde secagem por pelo menos 2 horas.
– Prepare a vítreo resina: em um copo ou frasco de vidro misture o conteúdo dos dois frascos que acompanham o kit (se você quiser preparar uma quantidade menor de produto, será necessário calcular e manter a mesma proporção). Misture bem com o palito e aguarde 5 minutos para que a mistura “descanse”.
– Despeje a mistura no fundo da bandeja e com um palito fure as bolhinhas de ar, se necessário. Aguarde secagem por 72 horas, em local reservado de luz, calor e pó e principalmente em uma superfície plana.


Alguns modelos de papéis pintados