• Conversando

    Cada domingo – 09/05

    Esse domingo de maio foi também o Dia das Mães por aqui. Não que essas datas comercias façam muita diferença, mas é difícil ficar alheia ao significado do dia. E nós, pelo segundo ano, estamos aqui, em isolamento, nessa data. Tenho a sorte de morar com meu filho caçula, Lucas, e meus filho mais velho, Rafael, e minha filha Ana, são casados e moram com seus pares. Nós, eu e meu marido, estamos em isolamento, e só temos contato com eles, então eu pude estar com cada um, em momentos diferentes, mas aproveitar o que é o melhor do dia das mães para as mães: estar com seus filhos. Já não tenho minha mãe por aqui, e nem minha sogra, então mandei entregar um mimo para três queridas amigas que são mães, comprando lindos kits que outra amiga, também mãe, estava preparando, com coisinhas boas de comer e de escrever. Coisa boa, fazer um afago nas amigas queridas, e de quebra, apoiar uma artista e mãe que está se virando…

  • Conversando

    Arte em Casa

    Meu vídeo dessa semana, falando de um leilão que irei participar no próximo sábado, dia 08/05, às 10h30, pela plataforma aqui. O leilão é como uma loja, lá estão expostas as obras (os produtos), você escolhe e compra a que te interessar. A data e o horário são marcados, pois o curador do leilão é quem intermedia as compras. Eu estou participando com essas 4 obras, serigrafias com costura, emolduradas: E essa semana aproveitei para falar dessa minha participação em meu canal, vídeo abaixo:

  • Conversando

    Cada domingo – 18/04

    Domingo em São Paulo, e o dia amanheceu bem preguiçoso, meio querendo chover, meio nublado, meio friozinho. Aproveitei para organizar meu armário em casa, que andava uma bagunça só, na companhia da Filomena, que ficou só de preguicinha o dia todo… Também arrumei uns trabalhos no ateliê, fiz umas fotos, respondi emails que estavam atrasados, organizei a papelada. Nada de muito empolgante para um domingo, mas são dessas coisas necessárias, que precisam ser feitas. E depois dei uma olhada nos vasos e no jardim de casa. Minhas plantas estava precisando de um pouco de atenção, e essa semana vou refazer uns vasos. Fiquei feliz em ver que as flores de maio de minha mãe, dois vasos que eu trouxe da casa dela em 2015, já estão começando a dar seus botões. Coisa boa! Tem dia que é assim mesmo, nada de especial, mas tudo de importante. Nossas casas, nossas coisas, a vida em seu lugar. E foi assim o meu domingo. 😉